>Che, por Kim Yong-Hwe

>Che é um manhwa (quadrinho sul-coreano) publicado em 2005 na Coréia do Sul, tendo como autor Kim Yong-Hwe. Aqui no Brasil foi lançado pela Conrad.

Conta-se nesse manhwa a biografia de Che desde seu nascimento na Argentina até a sua morte na Bolívia. O autor enfatiza o período em que Che foi um dos líderes da Revolução Cubana – é destacado o período da revolução- desde o desembarque em Cuba até o momento em que os revolucionários chegam ao poder. Outro destaque importante realizado pelo autor são as circunstências da sua morte na Bolívia.

A destacada ênfase no processo revolucionário cubano é usada como recurso para apresentar as idéias de Che. Por meio dos diálogos dele com os camponeses que se voluntariam para a revolução, Yong-Hwe utiliza trechos e/ou adaptações dos textos do Che. As cartas à família deixada na Argentia também são citadas. Cabe aqui uma crítica: as conversas ficaram pouco naturais, a adaptação dos trechos não fez do texto final algo bem fluido.

Outra crítica cabível à obra é a quase-santificação do biografado.Sem dúvida alguma Che foi um homem admirável, de um altruísmo raro de se encontrar na História. Mas daí pra uma quase-santificação… O próprio autor destaca no início da biografia que cada um vê Che de um jeito. O “meu Che” não é um quase-santo, mesmo admirando muito ele.

Em alguns momentos, Yong-Hwe demonstra um bem vindo senso de humor, como no que junta o didatismo de explicar o que é imperialismo com a figura pop de Darth Vader.
Aqui a ilustração:

Como saldo final, nota 3 de 5. O que faltou? Diálogos mais naturais em alguns trechos. O que sobrou? Romantização do personagem. Mas o balanço final é positivo. O senso de humor, a consciiência de estar apresentando uma visão, dentre outras possíveis. O didatismo usado para explicar as idéias e ações do Che. Recomendado, enfim.

—————-
Now playing: Black Sabbath – Planet Caravan
via FoxyTunes

Anúncios

4 comentários em “>Che, por Kim Yong-Hwe

  1. >Nossa, nem sabia que tinham feito quadrinhos do Che. xDBem, é uma forma legal de aprensentar uma história, um personagem que foi importante aqui no mundinho real. E isso é algo que tá se tornando comum…Agora… Maravilhoso o Darth Vader perguntando o que é imperialismo! xD

    Curtir

  2. >Difícil de acreditar que exista um quadrinho sul-coreano sobre Che Guevara. o.OO que é pior? A quase-santificação desse quadrinho ou a quase-demonização da revista Veja?

    Curtir

  3. >Difícil de acreditar que exista um quadrinho sul-coreano sobre Che Guevara. o.O [2]Mas quanto os diálogos, é meio chato quando tudo soa didático demais mesmo. A não ser que seja a intenção do autor, mas aí é outra questão.E eu não entendo o suficiente de Che pra dizer se ele era realmente um santo ou não, mas ele me parece ter sido um cara bacana =P=*

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s