>O eterno retorno

>

 

Pois é, deixei o meu pobre blog abandonado por quase dois meses. E quando volto, fico naquela crise: o que escrevo? Decidi que vou falar o que fiz e não fiz nesse tempo. O que mais fiz: estudei. É, qualificação do mestrado taí e não vou bobear. Como a maior parte da minha energia está focada no mestrado, está restando pouco tempo e – especialmente – energia para o resto.

Leituras de prazer então, nem se fala. A minha leitura de prazer está tão desorganizada que tudo o que fiz nesse tempo foi durante uma viagem!! Sim, terminei de ler História Universal da Infâmia e li um pequeno volume de tiras da Mafalda. . Comecei o Rei Lear, pro Clube de Leitura do Meia Palavra, e abandonei. O livro de fevereiro pro Clube de Leitura 2011 deixei pra março (sem saco e sem tempo de ler O que é isso companheiro? – aliás, vou ler mais por questão de honra do que por vontade do momento). Ainda estou relendo o Duas Torres (Senhor dos Anéis). Uma bagunça literária, enfim. 
Ainda falando em livros, comprei QUATORZE em fevereiro. Por uma simples razão: meu presente de aniversário lindo maravilhoso, por parte do namorado, foi uma viagem com ele a Buenos Aires. Maravilha só. Uma semana naquela cidade, morrendo de inveja dos portenhos: eles tem infinitamente mais oferta de cultura do que eu. E olha que sou carioca, da capital, uma das cidades do Brasil com mais oferta cultural para todos os gostos. A outra coisa invejável de Buenos Aires é a conservação da cidade (ao menos centro e áreas turísticas) invejáveis. As ruas principais do centro bonitas, limpas, arborizadas. Praças frequentadas por todos, parques que realmente são áreas de lazer de quem mora lá. Ai que inveja. E, claro, comprei livros e marcadores de livros. Estando numa cidade com tanta oferta, não pude resistir – ainda mais porque minha leitura em espanhol é boa…
Musicalmente, fiz algumas descobertas: Two Door Cinema Club, Vampire Weekend. Bandas recentes, numa vibe meio rock meio dançante, mas cada uma com as suas marcas, o que me fez ouvir muito e até enjoar um pouco de Vampire…rsrs. Em Buenos Aires, comprei um CD de violão instrumental, com músicas espanholas e portenhas. Sensacional. Ainda relacionado com música, o museu dos Beatles com a maior coleção do mundo. Linda visita. E comprei um DVD do espetáculo de tango que assisti 🙂
E, claro, vamos de Artes Plásticas. Em Buenos Aires fiquei impressionada com a cultura dos ricos de lá. Eles colecionam obra de arte pelo valor artistico, e depois doam/vendem aos museus. Aqui, cadê as coleções de particulares brasileiros, cadê? Voltando ao Brasil, exposição do Escher. Lindo lindo lindo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s