Esta blogueira não é nerd

tumblr_lqvxhwKXSQ1qebymco1_500

Postei essa imagem no meu Tumblr, e me perguntaram “e em qual categoria você se encaixa?”. Claro que respondi: “em nenhum dos dois. Gosto de coisas que nerds gostam, simpatizo com a causa, mas não chego a ser nerd =p” e fiquei com vontade de escrever mais do que o espaço de 140 caracteres  permite. Então aqui vai a resposta completa, o contexto da conversa, etc.

“Conheci” o @AloBrandalise  (o sujeito que me fez a pergunta) na Valinor, fórum cujo tema principal é a obra escrita pelo Tolkien, autor do Senhor dos Anéis e do Hobbit. Sim, um tema nerd. Sim, sou fã do Tolkien. Um fandom de um tema nerd, frequentado exclusivamente por nerds, certo? Errado. Não sou nerd. Não apenas porque não me encaixo no rótulo de “ser com medo de seres humanos”  figurados ali em cima. Mas também porque ser fã de uma coisa nerd, e gostar de mais algumas outras, não me faz uma nerd. No máximo uma “simpatizante da causa” – sim, sempre simpatizei com a turma do RPG e etc. Mas meu comportamento e principalmente meus demais gostos me afastam de qualquer rótulo de qualquer espécie. Não posso ser rotulada pelos meus gostos: sim, gosto de fantasia e sci-fi, mas não me atenho a esses gêneros literários/cinematográficos. Sim, gosto de quadrinhos – mas não sou grande conhecedora. O mesmo acontece com video-game, eletrônicos, demais nerdices. Gosto, mas não me aprofundo muito em nada a não ser Tolkien, e mesmo na minha “especialidade” sei de pessoas muito mais conhecedoras e fãs do que eu. Fora do rótulo “nerd” também não há nada que me rotule. Como os meus 6 leitores sabem, sou fã de rock´n´roll. Muito. Mas não me encaixo em nenhuma tribo. Gosto de punk, as vezes me visto como “punk fofa”, mas não sou punk. Gosto de muita música feita por hippies, me visto de vez em quando como uma “hippie chic” (suja nunca), mas estou longe de ser tão paz e amor. E assim vai.

E se não posso ser rotulada pelos meus gostos, muito menos pelo comportamento. Até porque em meio a toda essa “moda nerd” tem bastante gente que já não é o “nerd clássico”, retratado acima, mas ao menos mostra-se nerd, nos gostos. Alguns até parecem ter medo de gente, mas não conheço quem tenha – só conheci adolescentes “medrosos”, mas tem um tempo que não ando com adolescentes, então não posso dizer se ainda existem os nerds “clássicos”. Se existirem, alguns – os não arrogantes, logicamente – têm  a minha simpatia.  Adoro inteligência e não me importo com timidez alheia.

Faltou à imagem um meio termo: o cara que é nerd e não tem cara nem de babão e nem de “não sei o que sou mas quero ser algo”. Esses são os meus amigos nerds. Mas como a imagem é uma caricatura, é muito válida. Caricatura de uma realidade: a dos adolescentes e jovens adultos que viram meia dúzia de episódios da série The Big Bang Theory, entenderam as piadas relativas ao conteúdo de Ensino Médio e, ansiosos por se encaixarem em alguma “tribo urbana”, se auto-rotulam como nerds. Gente que vai a um evento “nerd” e não tem a menor ideia do porque do evento estar acontecendo. Que viu Pokemon na infância e se acha o grande conhecedor de alguma coisa por causa disso. A maioria dos que se rotulam como “nerds”, enfim. Em suma, umas crianças histéricas que mais se preocupam em parecer ser algo do que em viver as suas vidas de acordo com seus próprios desejos. Sim, implico com esse tipo de gente. Não sou muito paz e amor: se alguém mostra-se interessado em ser alguma coisa, e eu puder ajudar a pessoa, vou com toda a boa disposição de professora ajudar no que eu puder. Mas crianças gritantes eu dispenso, e não me empenho em “mostrar a luz” a elas mesmo. Elas que saiam dessa moda e entrem na próxima.

Anúncios

13 comentários em “Esta blogueira não é nerd

  1. Eu sou nerd. O desenho da menininha lá em cima, nos true nerd é muito “Mari na escola”.
    Eu era a pessoa sem amigos que ficava lendo no intervalo entre as aulas, que ia bem em todas as matérias sem estudar. Era a garota que todo mundo zoava.
    Ainda hoje me sinto meio deslocada nos lugares… =P

    E pra ajudar, fiz curso de nerd, gosto de metade das coisas nerds do mundo e uso óculos (HAHAHAH)

    Vc ama nerds ne Alinde? 😀

    Curtir

    1. Amo nerds, sempre amei… nerds (e não crianças gritantes). E vc, me conquistou há anos, sua nerd boba e fofa.
      Eu sempre tive algo de nerd, não lia no recreio, mas pegava livros na biblioteca da escola e ia correndo botar na mochila rsrs. Continuo tendo algo de nerd, mas cada vez menos aceito me auto-impor rótulos =p

      Curtir

  2. Alinde, especificamente vc Nao é nerd como quase ninguém é. Mas rotular é generalizar, agrupar pessoas com gosto e comportamento semelhante. Mas igual nunca vai ser. Vc é nerd sim, como eu tb sou embora eu me coloque na tribo de nerd social q transita melhor em outros grupos tb. Mas sempre tive em mim uma certa decepção por Nao ser de nenhuma tribo. Eu era nerd de menos pra viver sempre entre os nerds e d+ pra viver sempre longe deles. É ruim pq vc nunca encontra uma turma q Te completa. Sempre falta algo no seu grupo de amigos, seja eles nerds ou Nao.

    Curtir

    1. Luis, eu não acho isso ruim, ao contrário. Acho ótimo. Garante a você, e a mim, uma inclusão numa diversidade de grupos, justamente porque a variedade deles é que nos completa. Ninguém precisa se encaixar completamente num grupo pra se sentir à vontade no meio dele. Sim, surgem coisas em que você não participa, mas nessas horas é só procurar outra coisa com outras pessoas pra fazer.
      Eu não procuro identificação com as pessoas, e sim complementarização. Claro, algum nível de identificação é necessário para que exista a vontade de ter aquela pessoa por certo. Mas a complementarização é também necessária para a troca, o enriquecimento com a diferença 🙂

      Curtir

  3. Olhando o post num sou nerd… mas não ligo de ser rotulada como se fosse. Aprendi a amar as coisas nerds e a amar alguns nerds… Até os pseudo-nerdes rabugentos eu amo, né Lin?
    Mas comparando as coisas todas descritas no teu post, acho que me qualificaria na mesma situação que tu. Não necessariamente nerd, mas uma simparizando das mais esforçadas.

    Ahhh e te amo. RABUGENTINHA!

    Curtir

    1. Não tenho problemas que me rotulem como nerd, té pq sempre simpatizei com eles. Se for pra ser rotulada… fico como pseudo-nerd esforçada e rabugenta LOL

      Curtir

  4. Eu diria algo parecido ao LPP, me considero nerd. Mas genérico. Não sei muito de algo, só de tudo um pouco e adoro socializar :). Sair para beber, ouvir um bom rock, conhecer gente nova, falar abobrinhas. Tenho alguns amigos com quem faço nerdices, falo nerdices, mas tenho amigos que nem sabem nada sobre… e não considero quem lê muito nerd.

    Ah, e nem achei você rabugenta 😉

    Curtir

  5. Acho interessante vc ter escrito esse post.
    Eu não me importo de receber títulos também, mesmo pq eu sei o que eu sou e do que gosto.

    Eu sempre tive dúvidas se era nerd ou não, embora nunca tenha me perguntado isso. Até que conheci a Valinor, e os outros fóruns (OMG, principalmente) e muitas pessoas (inclusive meu namorido xD) me disseram que tenho muitas características nerds, então me considero como tal.

    Aí eu vi o comentário da Mari e pensei “Putz, eu era do mesmo jeito xD”. Só era mais otaku do que assídua por livros, mas já lia bastante tbm. Ou seja, eu já era deslocada, estranha e me isolava pra fazer o que eu gostava = nerd.
    xD

    Curtir

  6. Concordo um tanto com o seu post. Não gosto de ser rotulada, mas às vezes sou e já fui quando mais nova (ainda no ensino fundamental). Na época era algo mais pro CDF do que pro Nerd. Até porque sempre fui melhor em matérias de ciências exatas. Enfim… Tenho gostos muitos parecidos com os seus. Sou fããã do Tolkien e de suas histórias, embora eu não seja a MAIOR conhecedora, mas foi algo que abracei pra vida. Também joguei RPG na adolescência e gosto de jogos de estratégia assim. Assisto desenhos (poucos animes) porque adoro desenhar desde criança. Prefiro filmes de fantasia aos de Scifi porque tenho certo preconceito. Acho que para você fazer um Scifi bom tem que ser um pouco respeitoso com a ciência real, rs. E pra concluir sou mestra em Física. Aí fica realmente difícil não ser rotulada. Mas antes ser chamada de nerd do que “garota makeup”. Brincadeiras a parte. Gostei do seu blog. 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s