Da delícia de um quarto aconchegante

Meu escritório visto da minha cama
Meu escritório visto da minha cama

Estava eu pensando como seria meu primeiro post de 2012. Pensei em homenagear o Tolkien pelos 12o anos do seu nascimento dia 3, mas não sabia exatamente como. Pensei em fazer uma retrospectiva literária de 2011, mas adiei novamente a execução. Decidi escrever sobre uma coisa “boba”: a importância que um quarto aconchegante pode ter.

Hoje à tarde fiquei um pouco desanimadinha por um motivo bobo. Só que mestranda escrevendo dissertação não pode se dar ao luxo de ficar desanimada com bobagem. Na primeira tentativa de me animar, fiquei mais ou menos meia hora internerdando, na sala de casa. Não funcionou muito bem (às vezes surge efeito, mas hoje não foi o caso). Mesmo assim, ao ler posts sobre livros, ver ilustrações de pessoas rodeadas por livros, me animei a vir pro quarto, sair da internet (funcionou, eis o post, a animação voltou, meu mestrado agradece, juntamente com o blog).

Aqui estou, escrevendo o post (Windows Live Writer FTW), envolvida pelos meus livros, minhas tranqueiras decorativas, me sentindo abraçadada pelas coisas que gosto. Detalhe importante: para quem ainda não sabe, ainda moro com a minha mãe. Sendo assim, o único lugar da casa em que o espaço é mais pensado por mim (com a ótima ajuda de dona Carmem) é o meu quarto. É o lugar onde posso pôr qualquer sombra de minimalismo alheio pra fora (como pode-se notar abaixo, minha escrivaninha é abarrotada de bibelôs, meu quarto tem as paredes decoradas por mim). É o lugar das minhas fadas, minhas corujas, os livros que eu escolhi.

Minha escrivaninha
Minha escrivaninha

E é o que basta para ele ser aconchegante. O quarto é pequeno (o menor da casa), escuro e barulhento (a janela dá pra área de serviço, e às vezes tenho que ouvir músicas, brigas e fofocas alheias…). A bancada já estava no apartamento, que é alugado. A estante preta é das mais baratinhas, de metal. E, com todos esses defeitos, é o meu lugar preferido da casa.

Hoje mesmo li uma conversa no twitter sobre revistas de decoração, o quanto são descoladas da realidade. O quanto mesmo decorações para ambientes pequenos têm ambientes caros (e como 100 m² é pequeno apartamento para essas revistas… em que mundo esses editores vivem?). Pensando nisso, cheguei à conclusão que a irrealidade dessas revistas não importa muito. Se consultadas, valem para ver as soluções de espaço e adaptar à realidade. E a conclusão final a que chego é que o mais importante de tudo é a nossa capacidade de improviso. É com o improviso que se cria o aconchego, mesmo misturando o que não vejo misturado em revistas: metal, fórmica, móveis mais antigos de madeira. É improvisando que misturei poster do Led Zeppelin com pequenos desenhos pintados com lápis de cor por mim. E adorei a mistura. E ainda Yoda, Einstein, dragão, gárgula, corujas e fadas. E Harry Potter, e Tolkien. Tudo junto misturado, como nunca numa revista, adicionados à maravilhosa visão de espaço da minha mãe, harmonizando os móveis. Um efeito que decorador nenhum ia me dar, o que tive hoje, entrando nessa “geléia geral” que é o meu quarto: como em tantos outros dias, me senti abraçada por mim mesma, meu humor rapidamente melhorando por isso Smiley piscando

Anúncios

3 comentários em “Da delícia de um quarto aconchegante

  1. Só editar o “cosultadas”.

    E a primeira coisa que vi, na foto, foi o viratempo. Eita Harry Potter que não sai de mim.
    Btw, ótimo post.

    Curtir

    1. Brigada pela correção, dona moça. 😉

      E fico feliz que tenha gostado do post 🙂 E não adianta, Harry Potter não sai de nós de jeito nenhum. Olha ele na minha mesa. E a foto foi tirada sem arrumação pra isso, a mesa é assim mesmo com todas essas coisas todos os dias 😛

      Curtir

  2. Adorei seu quarto!! Lindo lindo lindo!
    O meu quarto também é o menor da casa (igual o Harry), e sempre fico com a impressão de que é menor ainda, de tanta tranqueira que eu gosto de enfiar nele. Mas no fim do dia, somos nós, são as tranqueiras que nos diferenciam das demais pessoas. O certo é mesmo criar uma identidade no nosso quarto, para qualquer um que entrar nele saber “quarto da Mari”
    Lindo quarto!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s